Compra de franquia? Saiba o que analisar antes

VAI COMPRAR UMA FRANQUIA? SAIBA O QUE ANALISAR ANTES

A compra de uma franquia é uma  decisão animadora. Quando decide-se por isso já se tem em mente que “a aquisição de uma franquia é a melhor opção, pois a marca já está consolidada”. E é um fato. Porém, ter uma unidade franqueada, seja em qual segmento for, é uma grande responsabilidade. Não significa aplicar o dinheiro e deixar que o negócio aconteça sozinho, por mais validado que esteja o business. É necessário cuidar de seu empreendimento.

E por isso a tomada de decisão não é nada fácil. Ainda mais quando se está em um mercado tão diversificado e com vários opções possíveis, como o franchising. Há as chamadas microfranquias, franquias com maior investimento mas com rentabilidade bem atraente e ainda marcas muito tradicionais no mercado. A decisão nunca é simples. Mas reunimos aqui umas dicas que podem te ajudar na hora de escolher uma franquia para investir.

  1. Realize uma busca Macro ambiental

Resguardar o valor do investimento é uma necessidade básica qualquer decisão de investimento. E toda franquia que se preze já fornece ao empreendedor um bom pool de informações sobre o negócio para proporcionar a este uma decisão mais rápida e segura.

No entanto é preciso ir um tanto além disto e conhecer o macroambiente do negócio a que se pretende. Dados econômicos e tendências sobre o mercado de atuação, informações sobre comportamento e hábitos de consumo do público alvo, empresas concorrentes. Tudo precisa ser analisado para que a decisão esteja realmente bem embasada. Mergulhe!

  1. Busque referências de avaliação

Nada melhor do que tomar decisões com segurança. Conversar com pessoas que possuem o conhecimento da marca é uma das melhores opções no momento da escolha. Tenha como referência alguns franqueados, ex funcionários, prestadores de serviço, fornecedores. Estas pessoas te ajudarão a criar uma visão mais crítica da rede franqueadora.

  1. Certifique-se da compatibilidade

O autoconhecimento é fundamental para que se aproveite bem a vida, em todas as esferas e momentos. E também é importante para que você se atente ao nível de afinidade e compatibilidade que a rede franqueadora tem com o seu perfil de empreendedor. Não negligencie este fator, pois sem uma sinergia mínima de pensamento e cultura, as coisas ficarão difíceis.

Descubra e avalie também o tipo de ponto comercial que o negócio exige, e escolha bem a localização. Conheça o nível de ingerência e controle que o franqueador impõe sobre a rede, para saber se você terá o grau ideal (compatível) de autonomia na unidade.

  1. Seja crítico

Não viva apenas do sonho. Lembre-se de que ninguém sabe tudo e de que é bom aprender com o cotidiano e com outras pessoas. Experiências de mercado de terceiros certamente vão te ajudar a ter melhores insights. E, por mais que você possa estar prestes a realizar um sonho, tente enxergar as coisas da forma mais impessoal possível.

Certifique-se de que suas disponibilidades financeiras permitem gerir a franquia de forma saudável. Veja se o retorno do investimento e o tempo que levará para atingí-lo são, de fato, satisfatórios para sua realidade atual. Peça documentos, valide as informações que a franqueadora disponibiliza junto a órgãos competentes. E, se precisar, não hesite em pedir ajuda especializada.

Próximo passo antes da compra

Após realizar a análise da franquia que deseja adquirir e também sua análise como empreendedor seguimos para a outra etapa onde estão as questões contratuais.  Assim que você escolhe a franquia em que quer investir, inicia-se o contato com a franqueadora. Cada uma delas tem seu próprio processo de negociação, mas em geral você preencherá e enviará um ficha cadastral para a franqueadora, que irá comprovar seu perfil com o que eles buscam quanto ao franqueado.

Depois da análise da franqueadora, caso seu perfil seja aprovado por ela, você receberá uma via da COF (circular de oferta de franquia), onde há todos os dados do negócio, bem como valores e obrigações do franqueador e franqueado. Juridicamente, você tem um prazo legal de dez dias para análise da COF. Neste período, aproveite para analisar calmamente com eventuais sócios e, inclusive, consultar seu advogado para que ele veja se as cláusulas estão de acordo com seus objetivos. Na COF também estão as minutas do contrato e pré-contrato de franquia, quando existe. Se após o prazo legal de 10 dias ocorrer a decisão de compra, assina-se os contratos e paga-se a taxa de franquia ao franqueador, recebendo deste o cronograma com os próximos passos para iniciar o negócio.

Início da Franquia

Este é o momento certo de colocar para acontecer tudo o que obteve de conhecimento sobre as conversas e estudos. Cada negócio obviamente tem seu processo, mas em geral você começará constituindo empresa, escolhendo ponto comercial e preparando a unidade para inauguração.

Você receberá aqui também os manuais de operação da franqueadora e os treinamentos que ela fornecer para te ajudar neste momento. Mas a partir daí, é tema pra outra hora 🙂

E se você precisar de força adicional para fazer toda a engrenagem girar, conte conosco

Esperamos que este artigo tenha lhe ajudado. Abraços do Grupo Bernoli.

Posts Relacionados

Consultoria de franquias: Por que contratar uma?

Por Michel Bernardino, em 28/08/2018

Nos mais variados segmentos da economia brasileira, o que mais se vê são empresas de consultoria. No franchising, o setor que [...]

Franqueador: Quais as suas responsabilidades?

Por Thaynara Gonçalves, em 22/08/2018

Franqueador: Quais as suas responsabilidades? Se tornar um franqueador é uma grande decisão, e implica em ter consigo ainda [...]

Tecnologia: Um dos 5 setores que mais cresce no franchising

Por Michel Bernardino, em 07/08/2018

O setor de tecnologia vem em constante crescimento nos últimos tempos. A ABES (Associação Brasileira de Empresas de Software) [...]