Por que ter uma franquia de administração de condomínios?

Se você é o tipo de empreendedor que gosta de trabalhar com a área administrativa, gerir processos e auxiliar na conduta de uma companhia, o segmento de administração de condomínios pode ser interessante pra você.

Em meio a tantas opções para se investir em um negócio de serviços é difícil tomar uma decisão assertiva sozinho. Por isso criamos este artigo, para lhe ajudar a entender uma das opções que hoje se encontram no mercado e poderá ser a chave para seu sucesso.

O que é uma administradora de condomínios

Uma administradora de condomínios tem as funções de gerenciar a área administrativa de um condomínio, seja ele comercial, residencial ou industrial, auxiliando o síndico nas questões legais e obrigatórias para que haja o bom convívio e organização à todos os condôminos. Além disso, todas as questões financeiras (contas a pagar, contas a receber, faturamento e inadimplência, fundos de reserva e investimentos) e jurídicas (arbitragem, conciliação) são de sua responsabilidade. Assim, pode-se dizer que a administradora é o braço direito do síndico no zelo por uma vida melhor em condomínio.

O mercado

Assim como a maioria dos tipos de empresas do Brasil, as administradoras de condomínio também estão no sistema de franchising. O negócio também pode ser categorizado como microfranquia, já que é possível na maioria dos casos começar com um investimento menor que 90 mil reais. Segundo o SEBRAE, o mercado de administradoras de condomínio tem indicadores de crescimento de 5 à 10% ao ano. Em 2018, o aumento as unidades residenciais vendidas por condomínio chegou a 46% sobre o ano anterior, isto é, necessita ainda mais uma boa gestão dentro dos condomínios.

Sobre o segmento

Como em qualquer outro negócio, começar com um empreendimento do zero pode ser muito mais arriscado e até menos rentável no médio prazo. No segmento de administração condominial, para se investir é necessário aceitar todos os termos, regulamentações e comprovações legais, demandando assim mais tempo e capital que pode superar R$ 90 mil reais. O Sebrae citou em um artigo informações sobre isso, deixando claro quais são as atribuições e custos necessários para que a empresa dê certo.

Já quando falamos sobre franquia neste segmento podemos entender que os processos legais e tais custos para fundação são reduzidos, pois as franquias já estão moldadas para quem for seguir com plano de negócio, sendo assim um processo mais dinâmico e rápido, trazendo um retorno financeiro em até 18 meses.

 

Case

Tivemos o prazer de participar na formatação de uma administradora para se tornar uma franqueadora. A Companhia dos Condomínios foi fundada em Portugal com um sistema inovador oferecendo um serviço de backoffice que supre a maior parte da rotina administrativa. Através de um sistema de gestão online, suporte contábil, suporte jurídico, de recursos humanos, entre outros; a franquia diminui muito os custos de operação do franqueado e possibilita que ele foque na abordagem comercial.

Eles possuem duas vertentes para a abertura de franquia, onde o interessado investe R$18 mil e monta seu escritório em casa. Você não precisa ter conhecimento prévio na área, pois eles oferecem treinamento tanto das ferramentas como em administração de condomínios. Existe uma segunda opção, a “Office”, onde a taxa de franquia custa R$28 mil, para aqueles que têm interesse em estabelecer um ponto comercial e ter um alcance de atendimento maior na sua região.

Se seu interesse ficou ainda maior para investir neste segmento, a Bernoli está aqui para te auxiliar em suas dúvidas. Fale com a gente!

Espero que nosso conteúdo tenha ajudado, abraços da Equipe Bernoli!

 

Referências: http://ciadoscondominios.com.br/#!/franquia;

Posts Relacionados

Consultoria de franquias: Por que contratar uma?

Por Michel Bernardino, em 28/08/2018

Nos mais variados segmentos da economia brasileira, o que mais se vê são empresas de consultoria. No franchising, o setor que [...]

Franqueador: Quais as suas responsabilidades?

Por Thaynara Gonçalves, em 22/08/2018

Franqueador: Quais as suas responsabilidades? Se tornar um franqueador é uma grande decisão, e implica em ter consigo ainda [...]

Compra de franquia? Saiba o que analisar antes

Por Michel Bernardino, em 14/08/2018

VAI COMPRAR UMA FRANQUIA? SAIBA O QUE ANALISAR ANTES A compra de uma franquia é uma  decisão animadora. Quando decide-se por [...]