Como escalar o marketing na rede de franquias

Marketing para franquias

Uma das maiores dores dos franqueados é atrair mais clientes para sua unidade. Apesar de todo o suporte dado pela franqueadora, desenvolver uma carteira local de clientes com as limitações que a diretriz da marca pode impor não é tarefa fácil. Portanto, o bom franqueador deverá pensar em formas de escalar o marketing.

Antigamente o marketing boca a boca era uma das opções mais válidas para atrair clientes. Mas, com a globalização e com o avanço da tecnologia as relações humanas também estão mudando. E em poucos minutos, o usuário pode saber tudo o que deseja sobre determinada empresa ou produto. A forma como ele compartilha seus feedbacks também mudou. Por isso, o marketing boca a boca já não consegue escalar na mesma velocidade e da mesma forma que antes.

E, falando em escalabilidade de marketing, um dos temas que mais se destaca é o “marketing de Conteúdo”. Já conhece? Sim? Que tal aplicá-lo em sua franquia? Bom, vamos por partes… Primeiro, você precisa entender o conceito básico do Marketing de Conteúdo. Uma definição geral o classifica como “uma estratégia de marketing para criar engajamento com seu público-alvo a partir de conteúdos valiosos”. Mas, assim como todas as outras vertentes do marketing, o objetivo prático final acaba sendo o aumento do número de clientes em potencial.

Presença digital de valor: marketing de conteúdo

Por causa do avanço tecnológico (de novo! rs) é essencial que as empresas tenham uma presença online relevante. Mas mais do que estar “online”, é preciso ter conteúdo de valor para a audiência. E marketing de conteúdo é uma das ferramentas certas para tal. Mas, primeiro, deixamos claro que é um trabalho de formiguinha. Ou seja, vai gerando resultados pouco a pouco, pois a estratégia precisa ser bem pensada e vários pontos considerados.

Como começar

Algumas empresas optam por terceirizar as ações do marketing e, por vezes, não vislumbram o resultado esperado. O problema não é a terceirização, mas sim a forma como esta é feita. Por isso, a dica da Bernoli é: antes de terceirizar, estude. Comece a planejar e testar as hipóteses internamente, em pequenos lotes. Crie gradualmente pequenos conteúdos e meça o resultado, para se certificar de que estes agreguem valor para seu público. Após este laboratório, aí sim vale a pena estudar a terceirização.

Citamos a seguir as atividades mais comuns que compõem o marketing de conteúdo. Mas não esqueça que cada negócio é único, logo terá de se adaptar.

  • Webinars: É um seminário realizado a partir de videoconferência, onde os participantes interagem via chat.  Normalmente o tema é selecionado por algo que tenha dúvida. Ideal para tirar dúvidas sobre produtos e serviços e educar a base de clientes.
  • Landing Pages:  São páginas específicas para converter o visitante da página em um potencial potencial cliente (lead). Estas páginas geralmente capturam dados do visitante em troca de uma oferta, como um artigo, e-book, vídeo ou outros. Ideal para atrair e qualificar a audiência de um site, a fim de torná-la uma base de potenciais compradores.
  • Blog: Canal que se insere informações sobre o produto ou serviço e dicas do setor. Os posts podem ser lançados com frequência adequada para que o conteúdo se torne relevante para o cliente, porém sem incomodá-lo.

Essas são algumas dicas para que você tenha uma idéia inicial para começar a estruturar a estratégia de marketing de conteúdo da sua rede.

Ferramentas de automação

Depois que a franqueadora validar a estratégia de conteúdo da marca, precisa escalar para as unidades e respectivas regiões. Treinamento ao franqueado é sempre necessário e bem vindo, mas também é custoso dependendo da logística envolvida. Por isso, automatizar os processos de marketing é vital para que se replique o modelo com os ajustes necessários por região.

Cada vez mais as empresas buscam automação de processos para melhorar a produtividade. Existem algumas ferramentas de automação no mercado, mas encontrar a mais adequada demanda muita atenção. A ferramenta escolhida deve se encaixar no planejamento como um quebra-cabeça. Algumas opções que hoje estão disponíveis são o RDStation e o HubSpot, que auxiliam em toda a automação de marketing do negócio, desde a atração de leads até a gestão de relacionamento com o cliente.

Recapitulando…

Pela primeira vez em todos os nossos artigos, decidimos resumir a sequência lógica da nossa mensagem. Assim não só esperamos que o conteúdo te gere mais valor, como te propomos uma reflexão e avaliação mais direta sobre o mesmo. Em tópicos:

  • Todo franqueado deseja atrair mais clientes em seu negócio, mas depende diretamente do franqueador para realizar algumas ações;
  • Para resolver o problema o franqueador precisa escalar o marketing;
  • “Escalar o marketing é custoso”, e não se faz mais como antes porque o mundo mudou e a tecnologia evoluiu;
  • Marketing de conteúdo pode ser a solução, mas é preciso fazer com cautela;
  • Para começar é melhor testar e validar as coisas internamente, antes de terceirizar;

E aí, o que você acha? Concorda ou discorda do nosso raciocínio? Seria um prazer pra nós tomar um café contigo e discutir à respeito. Você pode acessar nossa Equipe por aqui, pode nos chamar pelas redes sociais”

Esperamos que este conteúdo tenha lhe ajudado! Abraços do Grupo Bernoli!  

Posts Relacionados

Consultoria de franquias: Por que contratar uma?

Por Michel Bernardino, em 28/08/2018

Nos mais variados segmentos da economia brasileira, o que mais se vê são empresas de consultoria. No franchising, o setor que [...]

Franqueador: Quais as suas responsabilidades?

Por Thaynara Gonçalves, em 22/08/2018

Franqueador: Quais as suas responsabilidades? Se tornar um franqueador é uma grande decisão, e implica em ter consigo ainda [...]

Compra de franquia? Saiba o que analisar antes

Por Michel Bernardino, em 14/08/2018

VAI COMPRAR UMA FRANQUIA? SAIBA O QUE ANALISAR ANTES A compra de uma franquia é uma  decisão animadora. Quando decide-se por [...]